Fabricantes de máquinas do Brasil têm queda no faturamento em agosto

quarta-feira, 25 de setembro de 2013 17:26 BRT
 

SÃO PAULO, 25 Set (Reuters) - A indústria de máquinas e equipamentos teve queda de 2,1 por cento no faturamento bruto em agosto em relação ao mesmo período do ano passado, para 7,266 bilhões de reais, informou nesta quarta-feira a associação que representa o setor, Abimaq.

Na comparação com números revisados de julho, a alta foi de 6,8 por cento. No acumulado do ano até agosto, o setor teve queda de 6,7 por cento nas receitas, a 52,156 bilhões de reais.

O nível de uso da capacidade instalada da indústria fechou agosto em 77 por cento, 8 por cento maior do que o número revisado de igual etapa de 2012. O dado revisado de julho último apontou índice de 77,2 por cento.

O consumo aparente (produção nacional mais importações menos exportações) cresceu 8,8 por cento no mês passado, na comparação anual. Ante julho, houve queda de 0,6 por cento, para 10,653 bilhões de reais. No ano até agosto, o consumo aparente cresceu 5,6 por cento. Mas eliminando efeito cambial, o resultado ficou negativo em 0,2 por cento.

Segundo a entidade, o déficit comercial do setor (excedente das importações em relação às exportações) em agosto foi de 1,473 bilhão de dólares, alta anual de 17 por cento. Nos oito primeiros meses do ano, o déficit do setor ficou em 13,851 bilhões de dólares, 20,2 por cento mais que um ano antes.

O déficit de agosto foi resultado de importações de 2,722 bilhões de dólares --6,7 por cento maiores que um ano antes-- e exportações de 1,249 bilhão de dólares, queda de 3,2 por cento na mesma comparação. (Por Alberto Alerigi Jr.)