Bancos alemães limitam ações europeias por temores com balanços patrimoniais

quarta-feira, 25 de setembro de 2013 16:06 BRT
 

LONDRES, 25 Set (Reuters) - As ações europeias fecharam com pouca variação nesta quarta-feira, visto que as vendas generalizadas nos papeis dos bancos alemães Deutsche Bank e Commerzbank, afetados por preocupações com seus balanços patrimoniais, foram compensadas pela recuperação em seus pares espanhóis Santander e BBVA.

Os papéis do Deutsche Bank caíram 2,6 por cento depois que o banco, que embarcou em um plano de desalavancagem para cortar 250 bilhões de euros em ativos, fez alerta de receita menor de investimento bancário neste trimestre.

O Commerzbank, que está tentando reduzir sua carteira de 347 bilhões de euros de ativos não prioritários, teve queda de 6 por cento, depois de avisar a analistas que nenhum grande desinvestimento está nos planos até o fim do ano.

As ações de ambos os bancos estavam entre as maiores quedas no índice das principais ações europeias FTSEurofirst 300, que encerrou em baixa de 0,1 por cento, a 1.256 pontos. O índice das blue chips da zona do euro Euro Stoxx 50 fechou em alta de 0,2 por cento, para 2.927 pontos.

Os índices se recuperaram no fim do pregão, liderados pelo banco espanhol Santander, que subiu 1,4 por cento após informar que busca mais 1 bilhão de euros em cortes de custos até 2016.

O banco BBVA teve alta de 1,3 por cento, ajudando o índice espanhol Ibex a saltar 0,8 por cento, o melhor desempenho entre os principais índices nacionais na Europa.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,3 por cento, a 6.551 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX teve oscilação positiva de 0,01 por cento, para 8.665 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 teve variação negativa de 0,01 por cento, a 4.195 pontos.   Continuação...