S&P 500 cai pelo 5º dia por debate orçamentário e Wal-Mart

quarta-feira, 25 de setembro de 2013 20:18 BRT
 

Por Caroline Valetkevitch

NOVA YORK, 25 Set (Reuters) - As ações dos Estados Unidos fecharam em queda nesta quarta-feira e o índice Standard & Poor's 500 recuou pelo quinto pregão consecutivo, a mais longa série de quedas desde o fim de 2012, por preocupações sobre a possibilidade de paralisação do governo norte-americano.

O índice Dow Jones recuou 0,40 por cento, para 15.273 pontos. O índice Standard & Poor's 500 teve desvalorização de 0,27 por cento, para 1.692 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq caiu 0,19 por cento, para 3.761 pontos.

As preocupações dos investidores estão focadas em dois temas em Washington: a divisão do Congresso sobre o financiamento provisório para agências federais e a elevação do limite de endividamento federal para evitar o default dos EUA.

A paralisação do governo pode começar com o novo ano fiscal, que tem início em 1º de outubro, a menos que o Congresso autorize os recursos adicionais.

O papel do Wal-Mart deu força às perdas do Dow Jones e do S&P 500 no início da tarde após notícia da Bloomberg anunciar que a varejista está cortando encomendas a fornecedores para este trimestre e o próximo.

A ação recuperou parte da queda após a companhia afirmar que a notícia é imprecisa e acabou recuando 1,5 por cento, para 74,65 dólares, figurando entre as ações que mais influenciaram o S&P 500 e o Dow Jones.

"No curto prazo, parece que há razões emergindo para que investidores vendam ações", disse o estrategista técnico chefe do Delta Global Asset, Bruce Zaro.

A principal entre elas é "incerteza sobre o que vai acontecer com a paralisação do governo", afirmou.