PIB dos EUA no 2º tri fica em 2,5%, medida do Fed para inflação cai

quinta-feira, 26 de setembro de 2013 20:12 BRT
 

Por Jason Lange

WASHINGTON, 26 Set (Reuters) - O governo dos Estados Unidos deixou sua estimativa para o crescimento econômico do país no segundo trimestre inalterada, mas informou que os preços de bens e serviços adquiridos pelas famílias norte-americanas caíram pela primeira vez em quatro anos.

O Departamento do Comércio informou nesta quinta-feira que o Produto Interno Bruto (PIB) cresceu a uma taxa anual de 2,5 por cento no período de abril a junho.

Também no relatório, o departamento disse que seu índice de preços para as compras do consumidor, que é a principal medida de inflação do Federal Reserve, banco central do país, caiu a uma taxa de 0,1 por cento.

Esse é uma indicação preocupante para a economia nacional porque sugere que as empresas têm pouca força para elevar os preços.

Essa foi a primeira queda desde o primeiro trimestre de 2009, que teve alguns dos dias mais sombrios da recessão de 2007 a 2009.

Mesmo excluindo os custos voláteis de alimentos e energia, os preços subiram a uma taxa de apenas 0,6 por cento, também a leitura mais fraca para essa categoria chamada de núcleo desde o início de 2009.

O relatório também mostrou que a austeridade do governo pesou um pouco menos sobre o crescimento econômico dos EUA do que inicialmente estimado no segundo trimestre, reduzindo cerca de 0,1 ponto percentual da taxa de crescimento.

(Reportagem de Jason Lange)