America Movil diz que fará oferta por holandesa KPN em outubro

sexta-feira, 27 de setembro de 2013 19:46 BRT
 

CIDADE DO MÉXICO, 27 Set (Reuters) - A empresa de telecomunicações mexicana America Movil, envolvida em uma complexa oferta de compra da holandesa KPN, disse nesta sexta-feira que poderá fazer uma oferta formal no mês que vem.

A America Movil, controlada pelo bilionário Carlos Slim, segue em tratativas com a KPN e outras partes interessadas, e tem o direito de não ir adiante com a oferta, afirmou a companhia em comunicado à bolsa do México.

Uma entidade independente com a tarefa de proteger os interesses dos acionistas da KPN complicaram a oferta de Slim pela empresa quando tentaram bloquear a oferta da America Movil de 2,40 euros por ação no fim de agosto.

A empresa de Slim detinha aproximadamente 30 por cento da KPN até que a entidade exerceu uma opção que lhe permitiu obter 50 por cento das ações com direito a voto no fim do mês passado, cortando a participação da America Movil pela metade.

Antes de a entidade agir para bloquear a oferta, a América Movil disse que planejava proceder com sua oferta em setembro.

Mas após a entidade anunciar a iniciativa, a America Movil disse que, como um investidor de longo prazo da KPN, poderia ajudar a empresa holandesa com importantes investimentos em infraestrutura.

No início deste mês, a America Movil disse que estava tendo "diálogos construtivos" com a KPN.

Slim, que construiu um império com atuação em infraestrutura, construção de plataformas de petróleo, bancos e telecomunicações, nunca realizou uma oferta hostil, de acordo com dados da Thomson Reuters.

As ações da America Movil têm caído este ano, enquanto investidores questionam a incursão de Slim na Europa, um grande passo para a empresa familiar.

Um porta-voz da America Movil recusou-se a comentar.

(Reportagem de Elinor Comlay)