Relatório de emprego dos EUA e outros dados seriam atrasados por paralisação

sábado, 28 de setembro de 2013 14:41 BRT
 

Por Jason Lange

WASHINGTON, 27 Set (Reuters) - Os Estados Unidos vão deixar de publicar boa parte de seus dados econômicos na próxima semana, incluindo o atentamente observado relatório mensal de emprego, caso haja uma paralisação do governo, disseram autoridades nesta sexta-feira.

Agências inteiras do governo federal dos EUA podem deixar de funcionar na próxima semana se o Congresso não aprovar extensões dos orçamentos de departamentos que vencem na segunda-feira.

Todos os funcionários federais não essenciais deixariam de trabalhar, incluindo os do Escritório de Estatísticas Trabalhistas (BLS, na sigla em inglês) do Departamento do Trabalho, que tem agendado para o dia 4 de outubro a divulgação do relatório de emprego.

"Todas as operações de pesquisa e outros programas vão cessar e a página pública na Internet não será atualizada", disse a comissária do BLS, Erica Groshen, em memorando publicado na página do departamento.

O Departamento de Comércio, que divulga estimativas sobre o ritmo de crescimento da economia, também vai parar de publicar dados econômicos, disse um porta-voz.

O relatório de emprego, marcado para ser divulgado na sexta-feira da próxima semana, forneceria estimativas para a taxa de desemprego do país em setembro. Também mostraria quantas novas postos de trabalho foram criados no mês.

O relatório influencia mercados financeiros em todo o mundo. Autoridades e investidores usam-no para medir a saúde da economia dos EUA.