Banco Central da China diz que manterá política estável e impulsionará reformas

domingo, 29 de setembro de 2013 14:22 BRT
 

XANGAI/PEQUIM, 29 Set (Reuters) - O Banco Central da China afirmou neste domingo que manterá sua política estável, com pequenos ajustes para lidar com as incertezas econômicas, enquanto segue adiante com reformas para o iuane e as taxas de juros.

A performance econômica da China e a inflação permanecem estáveis, mas haverá "dificuldades e desafios" à frente, afirmou o Banco Popular da China em comunicado após um encontro de seu comitê de política monetária.

Enquanto mantém a política monetária prudente, o banco central pretende fazer ajustes preventivos pontuais para ajudar a estabilizar o crescimento econômico, disse.

O banco central também prometeu avançar com reformas da taxa de juros orientadas para o mercado e melhorar o regime da divisa chinesa, enquanto mantém a taxa da moeda basicamente estável.

Pequim aumentou seus esforços para sair de uma forte desaceleração econômica ao acelerar o investimento em ferrovias e construções de moradias populares, além de ter introduzido medidas para incentivar companhias de menor porte.

Dados econômicos recentes mostraram o impacto de algumas dessas políticas, com a produção fabril chegando a uma máxima em 17 meses em agosto e as vendas do varejo crescendo em seu maior ritmo neste ano.

(Por Peter Sweeney e Kevin Yao)