Brent recua com preocupação de paralisação do governo dos EUA

segunda-feira, 30 de setembro de 2013 12:50 BRT
 

LONDRES, 30 Set (Reuters) - Os futuros do petróleo Brent recuavam nesta segunda-feira, caminhando para sua primeira queda mensal desde maio, em meio a um arrefecimento das tensões sobre o Irã e com uma possível paralisação do governo norte-americano obscurecendo as perspectivas sobre a demanda.

Às 12h (horário de Brasília), o Brent perdia 0,4 por cento e era negociado a 108,15 dólares por barril, enquanto o petróleo dos EUA recuava 1 por cento, a 101,79 dólares.

"Dadas as incertezas políticas que reinam nos Estados Unidos e na Itália, e por conta da evidente aproximação entre EUA e Irã, há riscos do petróleo recuar ainda mais nos próximos dias, em direção a 105 dólares por barril no caso do Brent e 100 dólares por barril sobre o WTI", disseram analistas do Commerzbank.

O presidente norte-americano Barack Obama e o novo presidente do Irã, Hassan Rouhani, falaram por telefone na sexta-feira, no primeiro contato entre governantes dos dois países em três décadas, com ambos os lados procurando chegar a um acordo sobre o programa nuclear do Irã

"O telefonema entre Obama e Rouhani ocorreu um pouco tarde na sexta-feira, de modo que precisa ser considerado em relação ao preço, mas representa a continuação da melhoria do sentimento sobre o Irã", disse Olivier Jakob, analista da Petromatrix.

Nos Estados Unidos, republicanos e democratas estão presos em um impasse sobre o financiamento do serviços federais, o que poderia levar a uma paralisação do governo dos EUA pela primeira vez em 17 anos.

Em meio a tal cenário os mercados de ações e commodities se enfraqueceram, com os investidores se voltando para portos seguros como o iene japonês e o franco suíço antes do fim do prazo sobre a questão do financiamento nos EUA, à meia-noite desta segunda-feira.

(Reportagem de Ron Bousso)