Há "bastante trabalho" a ser feito pela política monetária--diretor do BC

segunda-feira, 30 de setembro de 2013 18:14 BRT
 

BRASÍLIA, 30 Set (Reuters) - O diretor de Política Econômica do Banco Central, Carlos Hamilton Araújo, afirmou nesta segunda-feira que há muito a ser feito pela política monetária para controlar a alta dos preços.

"Acredito que há bastante trabalho a ser feito pela monetária monetária em termos de combate à inflação", afirmou Carlos Hamilton, em entrevista coletiva para comentar o Relatório Trimestral de Inflação, divulgado nesta manhã.

Segundo ele, o BC está "desconfortável" com o nível elevado da inflação, que ainda apresenta riscos, como os vindos do câmbio, mas salientou que a "política monetária está sendo devidamente acionada".

O documento trouxe um cenário de inflação mais benigno para este ano, mas um pouco mais pressionado no ano que vem. A previsão é de o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subir 5,8 por cento, ante previsão de 6,0 por cento. Para o ano que vem, a perspectiva é de alta de 5,7 por cento, contra 5,4 por cento estimados em junho.

"Acredito que ainda há riscos para a inflação. O câmbio é um risco para a inflação", disse o diretor, acrescentando que "preços no atacado refletem repasses do câmbio, daqui a pouco aparece no varejo".

A moeda norte-americana subiu 10,23 por cento no acumulado do ano, até o fechamento de sexta-feira. o salto ocorreu a partir de maio, após o Federal Reserve sinalizar que irá reduzir o estímulo monetário ainda neste ano, isso fez a cotação bater 2,45 reais no fim de agosto. Para combater essa disparada, o Banco Central anunciou um programa de intervenções diárias.

Os comentários de Carlos Hamilton levaram os contratos de juros futuros ampliarem a alta que vinha sendo estimulada pelas informações do Relatório de Inflação.

O IPCA-15, prévia do índice oficial, acelerou a alta em setembro para 0,27 por cento, com os preços de Transportes voltando a terreno positivo, mas em 12 meses a inflação ficou abaixo de 6 por cento pela primeira vez neste ano..

Para combater a inflação alta, o BC iniciou um processo de aperto monetário que levou a Selic de 7,25 por cento ao ano, menor patamar histórico, para 9 por cento ao ano.

Agentes do mercado financeiro dão como certa uma nova alta na Selic em 0,5 ponto, na reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) de outubro. Mas ainda há dúvidas sobre a intensidade e a duração dos próximos passos. Pesquisa Focus mostra que economistas consultados pelo BC veem a Selic a 9,75 por cento no fim deste ano.

(Reportagem de Luciana Otoni)