Casa Branca diz que elevar teto da dívida unilateralmente seria suspeito

segunda-feira, 30 de setembro de 2013 16:01 BRT
 

WASHINGTON, 30 Set (Reuters) - A Casa Branca rejeitou nesta segunda-feira a possibilidade de quaisquer medidas do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, para elevar o teto da dívida do país de forma unilateral, caso o Congresso não cumpra um prazo de meados de outubro, alegando que elas não teriam credibilidade.

"Mesmo que o presidente pudesse ignorar o teto da dívida, o fato de que existe controvérsia significativa sobre a autoridade do presidente de agir unilateralmente significa que isso não seria uma alternativa credível à elevação do teto da dívida pelo Congresso e não seria levada a sério pela economia e pelos mercados globais", disse o porta-voz da Casa Branca, Jay Carney, a jornalistas.

(Reportagem de Mark Felsenthal)