Câmbio, soja e minério ajudam e Brasil tem superávit comercial de US$2,1 bi em setembro

terça-feira, 1 de outubro de 2013 20:39 BRT
 

Por Luciana Otoni

BRASÍLIA, 1 Out (Reuters) - A balança comercial brasileira registrou em setembro o segundo melhor resultado mensal do ano, com superávit de 2,147 bilhões de dólares, levemente acima da expectativa do mercado, refletindo em parte a desvalorização do real ante o dólar,

O resultado do mês também foi favorecido por embarques maiores de soja e o aumento da cotação do minério de ferro, disse o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior nesta terça-feira.

Mas apesar do superávit no mês, a balança continua registrando déficit no acumulado do ano de 1,6 bilhão de dólares --o pior resultado para o período de janeiro a setembro em 15 anos. No mesmo período do ano passado, a balança acumulava superávit de 15,7 bilhões de dólares.

As exportações brasileiras somaram 20,9 bilhões de dólares no mês passado, queda de 5 por cento pela média diária em relação ao mesmo período de 2012. Em relação a agosto, contudo, as exportações subiram 2,7 por cento.

Já as importações totalizaram 18,85 bilhões de dólares em setembro, queda de 2,2 por cento em relação a agosto e a setembro do ano passado, também pela média diária.

O desempenho do mês passado veio um pouco acima do esperado pela mediana das estimativas dos especialistas consultados pela Reuters, com projeção de superávit de 2 bilhões de dólares.

Ajudaram no desempenho das exportações o aumento de 66 por cento no valor arrecadado com o embarque de soja em grão em relação a média diária de setembro de 2012 e a valorização de 9,4 por cento nos preços internacionais do minério de ferro na mesma comparação.

Segundo o secretário de Comércio Exterior (Secex), Daniel Godinho, o câmbio desvalorizado começou a melhorar as vendas dos produtos brasileiros, ajudando a elevar, por exemplo, em 60 por cento as exportações de automóveis feitas no mês passado.   Continuação...