Ações norte-americanas fecham em alta com expectativa de paralisação curta do governo dos EUA

terça-feira, 1 de outubro de 2013 21:23 BRT
 

Por Angela Moon

NOVA YORK, 1 Out (Reuters) - As ações dos Estados Unidos abriram o mês e o trimestre com ganhos nesta terça-feira, com investidores, por ora, aparentemente confiantes de que a primeira paralisação parcial do governo norte-americano em quase duas décadas durará pouco.

O índice Dow Jones avançou 0,41 por cento, para 15.191 pontos. O Standard & Poor's 500 teve valorização de 0,80 por cento, para 1.695 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq subiu 1,23 por cento, para 3.817 pontos.

Após declinarem em sete das últimas oito sessões devido a preocupações com a iminente paralisação do governo dos EUA, Wall Street recuperou-se nesta terça-feira, com investidores enxergando no recuo uma oportunidade para comprar papéis.

O volume negociado totalizou cerca de 6 bilhões de ações na New York Stock Exchange, na Nasdaq e na NYSE MKT, abaixo da média diária média de cerca de 6,3 bilhões de ações neste ano.

O Congresso dos EUA não foi capaz de chegar a acordo sobre um projeto de gastos públicos, levando 1 milhão de funcionários a entrar em licença não remunerada. A disputa sobre a lei de saúde pública do presidente Barack Obama está no centro do impasse.

O Senado, de maioria democrata, derrubou nesta terça-feira as mais recentes tentativas de republicanos para modificar uma medida emergencial de financiamento do governo, descartando emendas e enviando de volta para a Câmara uma proposta "limpa" que financiaria as agências do governo até 15 de novembro.

"Dessa vez, os mercados têm estado tão despreocupados que não tem sido um problema. Pode ser que piore agora, é claro. Mas por mim, a principal história é o número de pessoas que não estão recebendo salários ou produzindo", disse o economista-chefe do RBC Global Asset Management, Eric Lascelles, em Toronto.

Lascelles disse estimar queda de 0,1 ponto percentual no Produto Interno Bruto (PIB) do quarto trimestre para cada semana de paralisação.