Bolsas dos Emirados contratam consultores sobre possível fusão, dizem fontes

quarta-feira, 2 de outubro de 2013 16:13 BRT
 

Por Stanley Carvalho e Dinesh Nair

ABU DHABI/DUBAI, 2 Out (Reuters) - Abu Dhabi e Dubai contraram bancos para serem consultores sobre uma possível fusão de suas duas principais bolsas de valores, um acordo com apoio estatal que pode dar energia a mercados financeiros nos Emirados Árabes Unidos, segundo fontes com conhecimento do plano.

A fusão do Mercado Financeiro de Dubai e a Bolsa de Valores de Abu Dhabi seria uma das maiores reformas no setor financeiro do país nos últimos anos.

Abu Dhabi, o emirado mais rico, contratou o banco de investimento norte-americano J.P. Morgan Chase e a instituição local First Gulf Bank para prestarem consultoria sobre a fusão, segundo fontes que pediram anonimato.

Uma fonte disse que o mandato de Abu Dhabi veio do Conselho Executivo, o órgão máximo de legislação no emirado. O conselho não respondeu a telefonemas e e-mails buscando comentários.

O Investment Corporation of Dubai (ICD), a principal holding que detém participações em muitas das principais corporações de Dubai, incluindo a controladora d Mercado Financeiro de Dubai, a Borse Dubai, contratou o Citigroup para prestar consultoria sobre o assunto, de acordo com as fontes.

Três das fontes disseram que os respectivos governos queriam chegar a um acordo sobre a fusão até o final deste ano.