Liderança dos bancários sugere rejeitar proposta salarial dos bancos

sexta-feira, 4 de outubro de 2013 20:18 BRT
 

4 Out (Reuters) - O Comando Nacional dos Bancários recomendou que os sindicatos de todo o país realizem assembleias para rejeitar a proposta apresentada pelos bancos, representados pela Fenaban, nesta sexta-feira.

A proposta dos bancos é de reajuste de 7,1 por cento para os salários (aumento real de 0,97 por cento) e para 7,5 por cento sobre o piso salarial. A proposta mantém as regras da participação nos lucros do ano passado.

"Os bancários estão fazendo a maior greve dos últimos 20 anos e os bancos têm condições de melhorar a proposta", afirmou em nota o presidente da Contraf-CUT e coordenador do Comando Nacional dos Bancários, Carlos Cordeiro.

As negociações estavam paralisadas há um mês e foram retomadas nesta sexta-feira, 16º dia da greve nacional dos bancários, informou o comunicado.

Entre as reivindicações dos bancários estão reajuste salarial de 11,93 por cento (5 por cento de aumento sobre a inflação), participação nos lucros de três salários mais 5.553,15 reais e piso de 2.860,21 reais. (Por Natalia Gómez; edição de Aluísio Alves)