Presidente da Tesla defende carros elétricos após incêndio em bateria

sábado, 5 de outubro de 2013 14:47 BRT
 

DETROIT, 4 Out (Reuters) - O presidente-executivo da Tesla Motors, Elon Musk, defendeu a segurança dos carros elétricos nesta sexta-feira, três dias depois de um incêndio na bateria de um Tesla Model S derrubar o valor de mercado da fabricante de automóveis.

"Para consumidores preocupados com risco de incêndio, não deve haver dúvida de que é mais seguro propulsar um carro com bateria" do que com gasolina, disse Musk em blog do site da Tesla.

As ações da Tesla caíram mais de 5 por cento nesta semana, o maior declínio semanal desde meados de agosto, após imagens e um vídeo na quarta-feira de um Model S incendiado após um acidente perto de Seattle.

O incêndio ocorreu depois que o motorista acertou um grande objeto de metal que estava na estrada. O objeto provocou um buraco de três polegadas de diâmetro na armadura que protege a bateria com uma força de cerca de 25 toneladas, disse Musk.

O sistema de alerta do Model S instruiu o motorista a estacionar o carro, e ele deixou o veículo antes de o incêndio começar. Não houve ferimentos.

O vídeo do carro pegando fogo foi publicado na Internet na quarta-feira pelo blog especializado Jalopnik e foi amplamente disseminado por outras mídias. As notícias sobre o acidente provocaram uma forte queda das ações da empresa na quarta e quinta-feira.

Os papéis retomaram a alta nesta sexta-feira, com avanço de 4,4 por cento, para 180,98 dólares na Nasdaq.

(Por Deepa Seetharaman)