Mizuho diz que ex-chefe sabia de empréstimos para crime organizado

terça-feira, 8 de outubro de 2013 09:20 BRT
 

TÓQUIO, 8 Out (Reuters) - O Mizuho Financial Group disse nesta terça-feira que o então presidente de sua unidade bancária tinha conhecimento de empréstimos da unidade para membros de redes de crime organizado, uma revelação que deve elevar as críticas a um dos maiores bancos do Japão.

O presidente do grupo Mizuho Financial, Yasuhiro Sato, disse em uma coletiva de imprensa que o antigo presidente do banco Mizuho, Satoru Nishibori, havia sido informado dos empréstimos em um relatório para a diretoria.

No mês passado, a Agência de Serviços Financeiros do Japão pediu que o Mizuho melhore suas práticas de negócios, dizendo que o banco sabia desde 2010 que tinha, por meio de agências de crédito, fornecido mais de 200 milhões de ienes (2,06 milhões de dólares) em empréstimos para o que o regulador chamou de forças anti-sociais.

(Por Taiga Uranaka e Taro Fuse)