Garantias de Libra podem ser dadas por consórcio; 2 empresas não pagam

terça-feira, 8 de outubro de 2013 20:14 BRT
 

Por Sabrina Lorenzi e Rodrigo Viga Gaier

RIO DE JANEIRO, 8 Out (Reuters) - As 11 empresas habilitadas para o leilão da área Libra, no pré-sal, poderão participar da disputa, inclusive as duas que não apresentaram as garantias de oferta exigidas pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

A reguladora informou que as garantias podem ser apresentadas por empresas participantes ou pelos consórcios.

Nove empresas apresentaram as garantias para a licitação, afirmou o diretor da agência, Helder Queiroz, confirmando informação de uma fonte ouvida na segunda-feira, poucas horas antes de vencer o prazo para a entrega das garantias .

O diretor da ANP explicou que empresas de um mesmo consórcio podem ter feito o pagamento das garantias por outras.

"Nove pagaram, mas as onze podem participar. Isso porque a garantia pode ter sido aportada pelo líder do consórcio", afirmou Queiroz a jornalistas.

A agência não informou quais empresas apresentaram as garantias. O diretor não quis revelar quais foram as duas empresas que não fizeram o pagamento alegando "que isso poderia afetar a estratégia comercial das companhias".

Para fontes do setor consultadas pela Reuters, não estava claro anteriormente se a apresentação de garantias poderia ficar a cargo do consórcio ou se seria obrigatória para cada empresa. O edital diz que "a sociedade empresária, ou sociedades empresárias integrantes do consórcio licitante, deverá(ão) fornecer à ANP, Garantia de Oferta para o bloco a ser licitado".

DISPUTA GARANTIDA   Continuação...