Perspectiva para economias avançadas melhora, mas Brasil piora--OCDE

quarta-feira, 9 de outubro de 2013 19:02 BRT
 

PARIS, 9 Out (Reuters) - A perspectiva para economias desenvolvidas melhorou em agosto resultado do fortalecimento da recuperação na zona do euro, mas o cenário para o Brasil teve uma leve piora, informou a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) nesta quarta-feira.

De acordo com a organização com sede em Paris, o indicador antecedente, que aponta sinais iniciais sobre o desempenho da atividade econômica, para o Brasil recuou para 98,8, ante 98,9 em julho.

Para os países desenvolvidos, a leitura mostrou crescimento em linha com a tendência de longo prazo. O indicador subiu para 100,6 em agosto contra 100,5 em julho, ficando acima da média de longo prazo de 100 e atingindo o maior nível em mais de dois anos.

A leitura para os Estados Unidos manteve-se estável pelo terceiro mês seguido em 100,9, nível que a OCDE disse estar acima da tendência da taxa de crescimento.

Da mesma maneira, a atividade no Japão ficou acima da tendência, com o dado em 101,0 pelo terceiro mês consecutivo. Já a zona do euro ganhou ímpeto, de acordo com a Organização, com leitura de 100,6, ante 100,4 em julho.

Para a China, o dado ficou estável pelo terceiro mês seguido em 99,3, o que a OCDE afirmou ser um sinal de que o país está retornando a sua a tendência.

(Reportagem de Leigh Thomas)