UE tem que acelerar união bancária para ganhar confiança, diz FMI

quarta-feira, 9 de outubro de 2013 12:54 BRT
 

Por Douwe Miedema

WASHINGTON, 9 Out (Reuters) - O Fundo Monetário Internacional (FMI) pediu à União Europeia (UE) para estabelecer rapidamente uma agência que irá fechar ou resgatar bancos problemáticos no continente como parte de um esforço para reduzir uma imensa quantidade de dívida ruim impedindo a recuperação econômica.

A recomendação --uma dentre uma longa lista para lidar com os problemas estruturais na economia mundial-- vem depois que advogados da UE aumentaram suas preocupações acerca do plano para estabelecer a chamada união bancária.

Os bancos dos países da zona do euro mais atingidos pela crise da dívida foram forçados a elevar as taxas de juros sobre empréstimos de risco para clientes que já tinham dificuldades para pagar, piorando ainda mais a chance de receberem o dinheiro deles de volta, informou o FMI.

"A fé de investidores nos balanços patrimoniais de bancos da zona do euro tem que ser restaurada... e a união bancária, concluída", comunicou o FMI em seu Relatório de Estabilidade Financeira Global nesta quarta-feira.

"Caso contrário, a zona do euro corre o risco de entrar em uma longa e crônica fase de crescimento baixo e de pressões de balanços patrimoniais", segundo o relatório do Fundo, que é divulgado semestralmente.