BC britânico mantém política monetária após reunião de outubro

quinta-feira, 10 de outubro de 2013 10:59 BRT
 

LONDRES, 10 Out (Reuters) - O Banco da Inglaterra, banco central britânico, manteve sua política monetária nesta quinta-feira como o esperado, atendo-se ao compromisso de manter as taxas de juros inalteradas enquanto o desemprego permanecer alto.

O BC não alterou seu programa de compra de ativos de 375 bilhões de libras (597 bilhões de dólares) e nem a taxa de juros básica --que está em mínima recorde 0,5 por cento desde março de 2009-- após a reunião de quarta e quinta-feira de seu Comitê de Política Monetária.

A economia britânica tem mostrado sinais de maior recuperação neste mês, diminuindo a perspectiva de mais compras de ativos, que vinha sendo apoiada pela minoria das autoridades até que o novo presidente, Mark Carney, anunciou a estratégia de orientação futura em agosto.

Carney disse que o banco central não irá elevar as taxas de juros antes que a taxa de desemprego --atualmente em 7,7 por cento-- caia para 7 por cento, ao menos que a inflação ameace fugir do controle.

O BC britânico projeta que vai levar até o fim de 2016 antes que o desemprego recue para o patamar desejado, apesar do fortalecimento do crescimento econômico. Mas grande parte de economistas do setor privado avaliam que o desemprego irá diminuir muito mais rápido, e os mercados financeiros precificam uma alta na taxa a partir do início de 2015.

Mais cedo nesta semana, o Fundo Monetário Internacional (FMI) revisou para cima as perspectivas de crescimento econômico da Grã-Bretanha na maior taxa para qualquer economia avançada, estimando crescimento de 1,4 por cento neste ano e de 1,9 por cento para 2014.

O Comitê de Política Monetária do banco não fez comunicado junto ao seu anúncio de política monetária, como de costume, e os detalhes das discussões do BC não serão divulgados até a liberação da ata em 23 de outubro.

(Reportagem de David Milliken)