BAE vê impacto nos resultados de 2013 se acordo com sauditas demorar

quinta-feira, 10 de outubro de 2013 11:07 BRT
 

LONDRES, 10 Out (Reuters) - A empresa britânica de defesa BAE Systems disse que seus resultados poderiam ser afetados negativamente em 6 a 7 centavos de libra por ação caso não consiga chegar em um acordo sobre uma negociação por jatos com a Arábia Saudita este ano.

O grupo, no entanto, disse que ainda presumia que o acordo seria concluído, permitindo assim que a empresa mantivesse sua previsão.

A BAE antecipa crescimento na casa de dois dígitos nos lucros líquidos por ação em 2013 com a expectativa de um acordo sobre o preço da venda de 72 jatos Eurofighter Typhoon à Arábia Saudita.

"Entretanto, caso as negociações se arrastem além do final do ano, o lucro por ação para 2013 poderia sofrer um impacto de 6 a 7 centavos", disse a empresa na quinta-feira.

O grupo, que de outro modo está operando de acordo com suas próprias expectativas, está travado em negociações sobre o preço com a Arábia Saudita pela venda dos jatos Eurofighter Typhoon e disse no dia 1º de agosto que esperava que o muito aguardado acordo saísse na segunda metade deste ano.

O chamado acordo Salam foi assinado em 2007 e se estima que tenha uma valor total de 4,5 bilhões de libras (7,17 bilhões de dólares). A BAE fabrica o Eurofighter em conjunto com o grupo aeroespacial europeu EADS e a italiana Finmeccanica.

(Por Brenda Goh)