Argentina estende por 45 dias o limite de preço da gasolina

quinta-feira, 10 de outubro de 2013 19:40 BRT
 

BUENOS AIRES, 10 Out (Reuters) - A Argentina vai estender por 45 dias o limite de preço dos combustíveis fixado há seis meses e que deveria expirar nesta semana, de acordo com o Diário Oficial da União nesta quinta-feira, enquanto o governo se esforça para conter a inflação de dois dígitos antes das eleições parlamentares no fim de outubro.

A limite pode prejudicar a rentabilidade de empresas de energia, cujos custos estão subindo junto com uma das taxas de inflação mais elevadas do mundo.

O país vai realizar eleições parlamentares no dia 27 de outubro, e pesquisas recentes indicam que o governo da presidente Cristina Kirchner pode perder o controle no Congresso.

A inflação tem sido uma das maiores razões para a queda da popularidade da presidente, que atualmente está em cerca de 34 por cento, menos da metade da aceitação obtida no mesmo período em 2011, de acordo com dados do grupo de consultoria local Management & Fit.

(Reportagem de Alejandro Lifschitz)