Brasileiros pagarão US$5 mi em acordo por uso de informação privilegiada

quinta-feira, 10 de outubro de 2013 13:50 BRT
 

WASHINGTON, 10 Out (Reuters) - Dois brasileiros pagarão 5 milhões de dólares em um acordo sobre uma ação cível que acusava ambos de terem lucrado 1,8 milhão de dólares ilegalmente, com operações feitas no mercado antes do anúncio de que a Berkshire Hathaway e a 3G Capital planejavam adquirir a Heinz, disseram autoridades dos Estados Unidos nesta quinta-feira.

Rodrigo Terpins e seu irmão Michel não admitiram nem negaram as acusações da Securities and Exchange Commission, reguladora do mercado de capitais dos EUA, que alegam que Rodrigo fez as operações enquanto estava de férias na Disney, depois que seu irmão recebeu uma dica sobre a aquisição.

A SEC congelou os ativos dos irmãos em uma conta na Suíça este ano após detectar negociações suspeitas de opções antes do acordo de 28 bilhões de dólares ter sido anunciado. Naquela época suas identidades eram desconhecidas.

(Por Sarah N. Lynch)