Sinais de progresso em negociações nos EUA ajudam Bovespa a fechar no azul

quinta-feira, 10 de outubro de 2013 20:31 BRT
 

Por Priscila Jordão

SÃO PAULO, 10 Out (Reuters) - O principal índice do mercado acionário brasileiro teve sua segunda sessão no azul nesta quinta-feira, com sinais de progresso nas negociações sobre o impasse fiscal em Washington ajudando a sustentar o ânimo de investidores.

O Ibovespa exibiu alta de 0,85 por cento, a 52.996 pontos. O giro financeiro do pregão foi de 6,2 bilhões de reais.

Nos Estados Unidos, o índice S&P 500 registrou seu maior ganho em mais de nove meses, de 2,18 por cento, após republicanos na Câmara dos Deputados apresentarem um plano de aumento de curto prazo do teto da dívida que evitaria um iminente default.

"Congressistas mostraram-se mais propensos a chegar a um acordo, o que levou os mercados a subir. Acompanhamos um pouco esse movimento, mas alguns papéis com peso grande no índice frearam o desempenho da Bovespa do dia (em relação às bolsas norte-americanas)", afirmou o analista Henrique Kleine, da Corretora Magliano.

O Ibovespa teve um dia instável, tendo chegado a subir 1 por cento na abertura da sessão, zerado os ganhos durante a tarde e voltado a exibir movimento de alta.

Na cena doméstica, investidores avaliaram a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central de elevar a 9,5 por cento ao ano a taxa básica de juros e repetir comunicado divulgado nas três reuniões anteriores, quando aumentou a taxa em 0,5 ponto percentual.

O mercado interpretou o fato como um sinal de que o atual ritmo de aperto monetário será mantido na próxima reunião da autoridade, o que se refletiu na alta das taxas de juros futuros. Segundo Kleine, da Magliano Corretora, tal entendimento favoreceu o setor financeiro na bolsa nesta sessão.

A alta dos juros costuma prejudicar o setor imobiliário, mas as construtoras tiveram desempenho misto na bolsa, com PDG Realty encerrando em queda de 2,09 por cento, Gafisa subindo 1,71 por cento e Brookfield fechando estável.   Continuação...