Ações da Peugeot caem por plano de aumento de capital com Dongfeng e governo

segunda-feira, 14 de outubro de 2013 12:33 BRT
 

PARIS, 14 Out (Reuters) - As ações da Peugeot Citroën caíam 9 por cento nesta segunda-feira após uma notícia da Reuters relatando que a empresa estava preparando um aumento de capital de 3 bilhões de euros (4,1 bilhões de dólares), no qual a parceira chinesa Dongfeng e o governo francês assegurariam fatias na empresa.

Um esboço do acordo, que a Peugeot espera concluir ainda este ano, prevê que a estatal Dongfeng Motor e o governo francês contribuam, cada um, com 1,5 bilhão de euros para adquirir fatias entre 20 a 30 por cento da empresa, segundo pessoas com conhecimento do assunto disseram à Reuters na sexta-feira.

A Peugeot, entre as piores vítimas de um declínio de seis anos nas vendas europeias de carros, está procurando uma maior cooperação com a Dongfeng ou outra montadora enquanto se esforça para cortar custos e prejuízos que têm ameaçado sua sobrevivência.

Em resposta à notícia, a PSA emitiu uma nota reafirmando que estava examinando novos projetos industriais e comerciais com diferentes parceiros, junto com o financiamento que os acompanharia.

As ações da PSA estavam em queda diante das observações de analistas de que o aumento de capital automaticamente reduziria o valor das ações existentes da montadora. Às 11h52 (horário de Brasília), os papéis eram negociados com recuo de 9,06 por cento.

"Dependendo dos termos, provavelmente trataríamos um aumento de capital tão grande como sendo negativo para os acionistas já existentes dada a provável diluição", disseram analistas do Citi Research em um relatório.

(Por Mark John)