CVC retoma plano de lançar ações na Bovespa

segunda-feira, 14 de outubro de 2013 19:08 BRT
 

SÃO PAULO, 14 Out (Reuters) - A operadora de turismo CVC pediu aval da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) nesta segunda-feira para realizar uma oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), retomando planos que haviam sido suspensos no início de 2012.

Conforme o prospecto preliminar da operação disponibilizado no site da autarquia, a operação envolverá exclusivamente a distribuição secundária de ações, quando os recursos vão para os acionistas vendedores.

Por isso, o dinheiro levantado com a venda dos papéis não será investido na empresa, informou a CVC, que se apresenta como a maior operadora de turismo da América Latina.

A empresa é controlada pelo grupo norte-americano de investimentos Carlyle, que comprou 63,6 por cento da companhia em dezembro de 2009, sem divulgar valores envolvidos. A participação remanescente ficou com o fundador da companhia, Guilherme Paulus.

No prospecto preliminar, a CVC informou que o Carlyle e Paulus vão vender ações no IPO, sem discriminar a quantidade de papéis envolvidos.

Atualmente, o BTC Fundo de Investimento em Participações, do Carlyle, é dono de 63,22 por cento da CVC, e o GJP Fundo de Investimento, de Paulus, possui outros 36,13 por cento da companhia. Os 0,65 por cento restantes estão em tesouraria.

O banco de investimento Itaú BBA coordenará o IPO, com o Morgan Stanley, Bank of America Merrill Lynch, BTG Pactual e JP Morgan também participando da oferta.

EMPRESA

Fundada em 1972, a CVC cresceu e se consolidou com a venda de pacotes turísticos populares. Citando dados do Ministério do Turismo, a empresa afirmou ter respondido sozinha por 11,4 por cento dos gastos realizados no mercado brasileiro de viagens de lazer em 2012.   Continuação...