Ex-chefe de Graça Foster assume presidência da Pré-sal Petróleo

segunda-feira, 14 de outubro de 2013 16:07 BRT
 

BRASÍLIA, 14 Out (Reuters) - O engenheiro Oswaldo Pedrosa, ex-chefe da atual presidente da Petrobras, foi anunciado nesta segunda-feira como o presidente da Pré-sal Petróleo (PPSA), empresa criada para representar a União nos consórcios que farão a exploração das áreas do pré-sal sob regime de partilha.

Considerado um executivo experiente pelo setor de petróleo, com 25 anos de trabalho na Petrobras, Oswaldo Pedrosa chegou a ser chefe de Maria das Graças Foster na estatal, antes de ela assumir a presidência da empresa.

Formado em engenharia de Petróleo na Bahia, fez carreira no Centro de Pesquisas e Desenvolvimento Leopoldo Américo Miguez de Mello (Cenpes), laboratório no qual a Petrobras investe em tecnologia de ponta.

Aposentou-se da Petrobras para assumir a superintendência de Desenvolvimento de Produção da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Pedrosa deixou a agência reguladora e criou a Aurizônia Petróleo, empresa independente que prospecta pequenos blocos de petróleo em terra. Também defende a causa das companhias de menor porte do setor, que reivindicam mais áreas disponíveis para a produção.

À frente da associação que reúne os pequenos produtores, conseguiu do governo uma emenda na lei 12.351 que prevê políticas para as chamadas empresas independentes de petróleo.

"Ele é muito atuante, experiente, conhece a indústria toda, não entende só da grande, mas também das pequenas empresas, conhece a fundo exploração e produção de petróleo", afirmou Paulo Buarque, especialista do setor que trabalhou ao lado de Pedrosa na ABPIP, associação que reúne as empresas independentes de petróleo no Brasil.

Atualmente, Pedrosa trabalha como executivo da petroleira HRT.

O governo também escolheu o secretário de Petróleo e Gás do Ministério de Minas e Energia, Marco Antonio Martins Almeida, para presidir o conselho da nova estatal.   Continuação...