Bovespa sobe 2% e crava 4a alta seguida por Vale e avanço nos EUA

terça-feira, 15 de outubro de 2013 12:34 BRT
 

SÃO PAULO, 14 Out (Reuters) - O principal índice da Bovespa subiu quase 2 por cento nesta segunda-feira, em sua quarta alta seguida, impulsionado pela mineradora Vale e expectativa de um acordo iminente para solucionar o impasse fiscal nos Estados Unidos.

O Ibovespa subiu 1,92 por cento, a 54.170 pontos, encerrando o dia perto da máxima de 54.196 pontos. O giro financeiro do pregão foi de 5,8 bilhões de reais.

Nesta sessão, companhias de siderurgia e mineração foram a maior influência positiva sobre o índice, com a ação da CSN e as preferenciais de Usiminas e Vale exibindo valorização superior a 4 por cento.

Segundo operadores, a Vale foi influenciada por dados divulgados no fim de semana mostrando avanço de 7,4 por cento nas importações da China em setembro. Apesar de as exportações chinesas terem declinado inesperadamente, o aumento nas importações sugere que a segunda maior economia do mundo continua demandando minério.

Além disso, influenciou a proximidade do vencimento de opções sobre o Ibovespa, que ocorre na quarta-feira.

"Tem muita gente vendida em Vale e Petrobras e, nesta sessão, o pessoal desmontou posições", afirmou o gerente de renda variável da H. Commcor, Ariovaldo Santos.

"O índice está com um sinal gráfico para cima dos 56 mil pontos, o que acaba alimentando o desmonte ou rolagem de posições antes do vencimento", completou.

A ação preferencial Petrobras subiu quase 1 por cento, depois do ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, afirmar estar convicto de um reajuste dos combustíveis em 2013, como solicitado pela estatal.

Papéis do setor financeiro, de construtoras e de empresas de consumo também subiram.   Continuação...