China permite que investidores em Londres apliquem em iuan

terça-feira, 15 de outubro de 2013 16:23 BRT
 

PEQUIM, 15 Out (Reuters) - A China vai permitir que investidores com sede em Londres comprem até 80 bilhões de iuanes (13,1 bilhões de dólares) em ações, bônus e instrumentos do mercado monetário negociados dentro do país, numa medida que dá fôlego à capital britânica se tornar o próximo centro de negociação offshore de iuan além de Hong Kong.

O acordo, anunciado pela Grã-Bretanha e pela China em comunicado conjunto nesta terça-feira, faz parte do plano chamado Investidor Estrangeiro Qualificado ao Renminbi.

Essa é a primeira vez que o plano é ampliado para além de Hong Kong para permitir mais caminhos a investidores aplicarem em iuan e mais incentivos para manter a moeda, o que vai ao encontro com o desejo da China de tornar sua moeda um ativo amplamente negociável.

Em troca do acordo, o governo britânico concordou em iniciar conversar para permitir que bancos chineses instalem unidades de atacado na Grã-Bretanha.

 
Investidores observam telas de computadores em frente a um painel eletrônico mostrando informações sobre ações em corretora em Hefei, na província de Anhui, 8 de outubro de 2013. A China vai permitir que investidores com sede em Londres comprem até 80 bilhões de iuanes (13,1 bilhões de dólares) em ações, bônus e instrumentos do mercado monetário negociados dentro do país, numa medida que dá fôlego à capital britânica se tornar o próximo centro de negociação offshore de iuan além de Hong Kong. 08/10/2013 REUTERS/Stringer