Danone corta metas de 2013 após recall na Ásia afetar vendas

quarta-feira, 16 de outubro de 2013 09:54 BRT
 

PARIS (Reuters) - A Danone disse nesta quarta-feira que um recall na Ásia de uma fórmula infantil teve um impacto pior que o esperado nas margens da divisão de alimentos infantis no terceiro trimestre e que as vendas nos mercados afetados não devem se recuperar antes do próximo ano.

A maior fabricante de iogurtes do mundo cortou suas metas de vendas, lucro e geração de caixa para 2013.

"Nossa prioridade é voltar ao caminho para ter crescimento forte e sustentável nessa região (Ásia) o mais cedo possível em 2014", disse o vice-presidente financeiro, Pierre-Andre Terisse, a jornalistas.

A China é um mercado importante para a divisão de alimentos para bebês da Danone, que é responsável por 20 por cento das vendas do grupo. Mas a Danone tem enfrentado uma série de problemas na China este ano.

Em julho, a empresa foi condenada a pagar uma multa e teve que reduzir os preços na China após uma investigação de fixação de preços de leite em pó. Já em agosto a empresa teve que recolher os produtos de fórmulas infantis na Ásia devido a um susto infundado de saúde vindo da fornecedora Fonterra, na Nova Zelândia.

A Danone disse que como resultado do recall da Fonterra, as vendas de alimentos para bebês caíram 8,6 por cento no terceiro trimestre. Isso comparado com a expectativa média do mercado de queda de 3 por cento.

A empresa disse que isso custaria 350 milhões de euros em perdas de vendas em 2013, 280 milhões em perda de margem e 300 milhões em perda de caixa.

Para 2013, a Danone disse que espera agora crescimento nas vendas comparáveis entre 4,5 e 5 por cento, ante expectativa anterior de alta de pelo menos 5 por cento.

A empresa agora prevê também queda na margem operacional do ano em 80 pontos-base contra a previsão anterior de queda entre 30 e 50 pontos. O fluxo de caixa livre é visto entre 1,5 bilhão e 1,6 bilhão de euros contra expectativa anterior de 2 bilhões de euros.

(Por Dominique Vidalon)