Volvo realoca produção de caminhões em esforço para cortar custos

quarta-feira, 16 de outubro de 2013 13:58 BRT
 

ESTOCOLMO, 16 Out (Reuters) - A montadora de caminhões Volvo está realocando parte de sua produção das fábricas em Umea, na Suécia, e Ghent, na Bélgica, como parte de um esforço de três anos com o objetivo de cortar custos e melhorar lucros por todo o grupo.

A realocação de produção de cabines para Gothenburg, no oeste da Suíça e a concentração da montagem de caminhões médios em Blainville, na França, seriam executadas por dois anos e afetariam 900 funcionários, 700 dos quais estavam empregados na Suécia, disse a empresa na quarta-feira.

A empresa não disse, porém, quantos funcionários podiam perder o emprego como consequência das mudanças.

A Volvo, que compete pela liderança do mercado com a alemã Daimler, disse no ano passado que faria uma reestruturação em seus negócio em uma tentativa de impulsionar sua margem operacional em 3 pontos percentuais até o final de 2015, para pouco abaixo de 12 por cento.

A rentabilidade do grupo sueco tem ficado para trás da rival conterrânea Scania, controlada pela Volkswagen, uma pedra no sapato da administração da Volvo, que quer competir de igual para igual com a Daimler em uma indústria de caminhões em consolidação.

A Volvo, que vende caminhões sob as marcas Renault, Mack e UD Trucks como também pela própria marca Volvo, disse no mês passado que sua investida por eficiência geraria economias de 4 bilhões de coroas (615 milhões de dólares) e custos não recorrentes de 5 bilhões de coroas.

(Por Niklas Pollard e Helena Soderpalm)