Obama apoia acordo do Senado sobre dívida e pede aprovação rápida no Congresso

quarta-feira, 16 de outubro de 2013 20:22 BRT
 

WASHINGTON, 16 Out (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, aprovou o acordo fechado no Senado nesta quarta-feira para evitar um calote da dívida e encerrar a paralisação do governo, e deseja que o Congresso aprove logo a medida, disse a Casa Branca.

O porta-voz Jay Carney, falando a repórteres sobre a reação de Obama ao acordo bipartidário fechado no Senado, disse que o acordo vai reabrir o governo e remover a ameaça de um calote da dívida.

Ele disse que os Estados Unidos estão próximos do ponto em que o Departamento do Tesouro não poderá pegar empréstimos novos para pagar suas dívidas, e que por isso o Congresso precisa agir rápido.

(Reportagem de Roberta Rampton, Mark Felsenthal e Steve Holland)

 
Cartazes com desenhos do presidente norte-americano Barack Obama são vistos em Phoenix, no Arizona. Obama aprovou o acordo fechado no Senado nesta quarta-feira para evitar um calote da dívida e encerrar a paralisação do governo, e deseja que o Congresso aprove logo a medida, disse a Casa Branca. 14/10/2013 REUTERS/Joshua Lott