Ministro italiano acredita em apoio da UE para resgate da Alitalia

quarta-feira, 16 de outubro de 2013 15:22 BRT
 

BOLONHA, Itália, 16 Out (Reuters) - O ministro de Transportes da Itália, Maurizio Lupi, não acredita que o planejado resgate da Alitalia, apoiado pelo governo, está fora das regras europeias para ajuda estatal, disse nesta quarta-feira.

No início desta semana, o International Airlines Group, que controla a British Airways e a Iberia, atacou o plano de 500 milhões de euros para ajudar a Alitalia e pediu que a Comissão Europeia intervenha.

O plano, revelado na semana passada, considera uma injeção de recursos pela empresa estatal de correios Poste Italiane, por meio de uma emissão de ações.

"Estamos absolutamente certos de nossas razões. Não temos que justificar nossas ações, mas explicá-las. Acredito que a União Europeia irá concordar com nossa visão", disse Lupi a repórteres, em evento em Bolonha.

A Comissão Europeia, que tem a palavra final na UE sobre o que constitui ajuda estatal ou não, disse na terça-feira que espera que o governo italiano a informe sobre seus planos.

Sem a ajuda, a Alitalia corre o risco de ficar sem caixa e sem fornecimento de combustível.

(Por Valentina Accardo)