Fábrica da Toyota na Venezuela fechará por duas semanas

quarta-feira, 16 de outubro de 2013 17:09 BRT
 

CARACAS, 16 Out (Reuters) - A Toyota vai fechar sua fábrica na Venezuela por duas semanas no final deste mês por falta de matéria-prima, diante de atrasos na liberação cambial por parte do governo da Venezuela, disse um funcionário senior da empresa nesta quarta-feira.

O governo do presidente Nicolas Maduro está tentado obter mais dólares para as empresas, especialmente importadores, em meio à escassez que é amplamente atribuída à burocracia da Comissão de Administração de Divisas (Cadivi) e à uma década de controles cambiais.

"Há uma paralisação planejada a partir de 28 de outubro até 11 de novembro, porque tivemos vários atrasos com o Cadivi", disse o funcionário, que pediu para não ser identificado, adicionando que a fábrica produziria menos 450 carros por causa disso.

De acordo com a organização nacional de montadoras da Venezuela, Cavenez, a produção de automóveis no país diminuiu em cerca de 30 por cento nos primeiros nove meses deste ano ante o mesmo período em 2012. (Reportagem de Deisy Buitrago)