Ferrero nega notícia de proposta da Nestlé

quinta-feira, 17 de outubro de 2013 11:42 BRT
 

MILÃO, 17 Out (Reuters) - A italiana Ferrero, fabricante da marca de chocolate Nutella, negou nesta quinta-feira que havia recebido uma oferta do grupo suíço de alimentos Nestlé ou de qualquer outro concorrente, e disse que não estava à venda.

O jornal italiano La Repubblica havia dito anteriormente que a Nestlé teria feito uma oferta pela Ferrero, empresa de controle familiar que banqueiros avaliam em mais de 10 bilhões de euros (13,5 bilhões de dólares).

Sem citar quaisquer fontes diretamente envolvidas no assunto, o jornal disse que pessoas "nas sedes de vários dos principais bancos nacionais" estavam conversando há dias sobre a proposta da Nestlé, mas que as negociações estavam em um estágio "embrionário".

Um porta-voz da Ferrero contatado pela Reuters disse, no entanto, que o relato de uma oferta pelo grupo sediado em Piedmont era uma "completa invenção".

"A Ferrero não está à venda, (e dizemos) da maneira mais categórica e absoluta", afirmou o porta-voz.

Uma fonte do setor disse à Reuters que a Nestlé estava interessada em adquirir a Ferrero. Alguns banqueiros de investimento disseram que havia conversas nas rodas de banqueiros a respeito de uma possível combinação entre as duas empresas, dada a natureza complementar de seus negócios.

Outras fontes de bancos disseram que não tinham ouvido falar de nenhuma aproximação e que a Ferrero, administrada pelo patriarca de 88 anos Michele Ferrero, não tinha planos para vender o controle da empresa.

A Nestlé, que divulgou no começo desta quinta-feira um crescimento reduzido nas vendas nos primeiro nove meses do ano, disse que não comenta rumores do mercado. Suas ações tinham alta de 2,98 por cento às 10h32, horário de Brasília.

(Por Lisa Jucca, Valentina Za, Paola Arosio, Silke Koltrovitz e Anjuli Davies)