Lucro do Goldman Sachs cai 2% conforme receitas de negociações diminuem

quinta-feira, 17 de outubro de 2013 12:06 BRT
 

17 Out (Reuters) - Os lucros do Goldman Sachs caíram 2 por cento conforme o fraco volume de negociação de títulos afetou a receita em seu maior negócio, empurrando para baixo as ações do banco no pregão de pré-abertura.

As receitas do negócios de renda fixa, moeda e commodities (FICC), que administra negociações em nome de clientes, caíram 44 por cento para 1,25 bilhão de dólares no trimestre findo em 30 de setembro.

O quinto maior banco dos Estado Unidos em ativos teve lucro de 1,43 bilhão de dólares, ou 2,88 dólares por ação, ultrapassando a estimativa média de analistas de 2,43 dólares por ação, de acordo com o Thomson Reuters I/B/E/S.

No mesmo período do ano passado, o banco havia obtido lucros de 1,46 bilhão de euros, ou 2,85 dólares por ação.

As ações do Goldman sofriam queda de 2,5 por cento para 158,23 dólares nas negociações pré-market apesar de lucros maiores que os esperados e um aumento nos dividendos trimestrais para 0,55 dólar por ação ante o anterior de 0,50 dólar.

"Os resultados do terceiro trimestre refletiram um período de baixa atividade de clientes" disse o presidente-executivo e do conselho de administração, Lloyd Blankfein, em um comunicado.

As receitas dos investimentos próprios do banco também caíram. As receitas de empréstimos e investimentos principais tiveram queda de 18 por cento para 1,48 bilhão de dólares.

As receitas com negociação de equity caíram 18 por cento para 1,62 bilhão de dólares, enquanto as receitas com consultoria bancária de investimentos diminuíram 17 por cento para 423 milhões de dólares. As receitas de subscrição, no entanto, subiram 13 por cento para 743 milhões de dólares.

(Por Lauren Tara LaCapra e Tanya Agrawal)