Investidores compram mais ações europeias e têm cautela com EUA--BofA

quinta-feira, 17 de outubro de 2013 14:31 BRT
 

Por Julia Fioretti

LONDRES, 17 Out (Reuters) - Investidores aumentaram a transferência de recursos para ações da zona do euro ao ponto mais alto em mais de seis anos neste mês, à medida que vislumbraram um futuro mais fortalecido para a economia da região, segundo mostrou na quinta-feira uma enquete mensal com administradores de fundos.

A pesquisa do Bank of America Merrill Lynch, realizada entre 4 e 10 de outubro antes de os legisladores dos EUA terem acertado um acordo de última hora para aumentar o teto da dívida, também mostrou que os investidores reduziram a proporção de ações dos EUA para neutro, um nível inédito desde janeiro.

Dentre os alocadores de ativos, 46 por cento estavam com proporção acima do normal de ações europeias, um aumento ante os 36 por cento em setembro.

Essa leitura mostra a diferença entre quem possui ações em proporção acima da média e quem possui abaixo.

"Curiosamente essa é a primeira vez que vemos qualquer região oferecer um sinal de superestimação desde dezembro de 2010, quando tivemos um alerta nos mercados emergentes".

A pesquisa, que contou com 183 gerentes de fundos com 500 bilhões de dólares em ativos administrados, mostrou que investidores recuaram bruscamente em sua exposição em geral a ações.