Paranapanema inaugura fábrica em SP à espera de recuperação

quinta-feira, 17 de outubro de 2013 17:48 BRT
 

SÃO PAULO, 17 Out (Reuters) - A maior produtora de cobre refinado do Brasil, Paranapanema, inaugurou nesta quinta-feira uma fábrica de tubos na região metropolitana de São Paulo, diante de uma estratégia de corte de custos e preparação da empresa para retomada do crescimento industrial do país.

A companhia investiu 150 milhões de reais na fábrica de tubos de cobre instalada em Santo André, que vai substituir uma unidade defasada com equipamentos de mais de 60 anos de uso, disse o presidente interino da Paranapanema, Edson Monteiro. Os recursos estão incluídos em investimentos de 1,2 bilhão de reais até 2015.

"O processo de manutenção era muito caro e o custo da transformação do cobre com os equipamentos que tínhamos era muito elavado (...) Agora, estamos com ganhos de produtividade e maior aproveitamento de matéria prima", disse o executivo.

Segundo ele, o melhor aproveitamento do cobre é obtido com a capacidade de produção de tubulações mais finas com a nova unidade, que abre à empresa possibilidade de atender clientes no setor de refrigeração, como fabricantes de geladeiras da Zona Franca de Manaus.

"Os fabricantes da Zona Franca consomem (produtos de) cobre chinês e queremos substituí-los", disse Monteiro em entrevista à Reuters. "Com a fábrica nova, temos tecnologia para atender à demanda."

Apesar do segmento de eletrodomésticos no país atravessar período de crescimento estimulado por nível de emprego elevado e pelo programa Minha Casa Melhor, do governo federal, Monteiro citou lentidão na demanda de setores industriais, consumidores de produtos de cobre como fios e cabos elétricos.

"A demanda é fraca. Conversamos muito com clientes que abastecem o mercado diretamente e eles estão vendo congelamento de demanda e baixa de pedidos em carteira", disse o executivo.

"Mas o que estamos fazendo é nos preparar para estarmos prontos para quando o crescimento chegar (...) Temos que descobrir outros mercados e incentivar a produção nacional", afirmou.

A Paranapanema atravessou por uma reestruturação entre 2008 e 2009 em que refinanciou passivos tributários e vendeu unidades de estanho e fertilizantes para se concentrar apenas em cobre.   Continuação...