Economia da China cresce no 3º tri no ritmo mais forte do ano

sexta-feira, 18 de outubro de 2013 20:09 BRT
 

Por Aileen Wang

PEQUIM, 18 Out (Reuters) - A economia da China cresceu entre julho e setembro no ritmo mais rápido deste ano, impulsionada pelo investimento, mas analistas se questionam se o ímpeto vai continuar nos próximos meses.

A segunda maior economia do mundo cresceu 7,8 por cento no terceiro trimestre na comparação com o mesmo período de um ano antes, divulgou nesta sexta-feira a Agência Nacional de Estatísticas, em linha com o esperado.

No acumulado do ano, o investimento representou mais da metade do crescimento, um sinal de que o governo enfrenta dificuldades para direcionar a economia para o consumo, que as autoridades esperam que forneça um crescimento mais sustentável nos próximos anos.

Depois de cair em oito dos últimos 10 trimestres, analistas disseram que o crescimento poderia registrar queda novamente no atual período de outubro a dezembro. As exportações devem registrar enfraquecimento e as autoridades também poderiam limitar a expansão do crédito depois que a inflação tocou no patamar mais alto em sete meses.

"O pico do crescimento está atrás de nós no terceiro trimestre", disse o economista do Bank of America-Merrill Lynch Ting Lu. "Acreditamos que o Banco Popular da China (BC do país) vai mudar um pouco sua política monetária para uma postura mais neutra do que a expansionista moderada", acrescentou.

Após três décadas de expansão de dois dígitos impulsionada pelas exportações e investimento, o governo tenta reestruturar a economia para que a atividade seja orientada para o consumo interno.

Isso significa que a economia se desacelerou em relação aos anos anteriores, ainda que a fraca demanda internacional tenha acrescentado um peso extra puxando para baixo o crescimento da China.

Nos primeiros nove meses do ano na comparação com o mesmo período de 2012, a segunda maior economia do mundo cresceu 7,7 por cento, mantendo-se no caminho para alcançar a meta do governo de um crescimento de 7,5 por cento no ano, o que supera de longe outras economias importantes, mas segue sendo o pior desempenho para a China em 23 anos.   Continuação...

 
Funcionário de pé perto de bobinas de aço dentro de fábrica em Dalian, na província de Liaoning, China, 18 de outubro de 2013. A economia da China cresceu entre julho e setembro no ritmo mais rápido deste ano, impulsionada pelo investimento, mas analistas se questionam se o ímpeto vai continuar nos próximos meses. 18/10/2013 REUTERS/China Daily