Fatia da Terna a ser vendida não está definida, diz governo italiano

sexta-feira, 18 de outubro de 2013 14:09 BRT
 

ROMA, 18 Out (Reuters) - O primeiro-ministro italiano Enrico Letta confirmou planos para vender uma participação minoritária na operadora nacional de rede de eletricidade do país Terna nesta sexta-feira, mas disse que a quantidade a ser vendida não foi definida, segundo comunicado.

Em uma entrevista que o Washington Post publicou anteriormente, Letta foi citado dizendo que havia planos para vender 49 por cento da Terna, mas uma fonte do governo disse mais tarde que ele tinha sido mal interpretado e que tinha realmente dito 4,9 por cento.

Os números divulgados na imprensa "eram puramente indicativos do desejo de oferecer uma participação não controladora para o mercado", disse o comunicado. Um plano de venda de ativos do governo em preparação irá delinear valores exatos até o final do ano, acrescentou.

A Itália tem o objetivo de vender ativos para ajudar a reduzir sua montanha de dívida que é projetada para ficar em mais de 133 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) no final deste ano.

(Reportagem de Steve Scherer)