Incêndio em armazéns da Copersucar em Santos é contido

sexta-feira, 18 de outubro de 2013 18:31 BRT
 

Por Fabíola Gomes

SÃO PAULO, 18 Out (Reuters) - O incêndio que atingiu os armazéns da Copersucar, maior comercializadora de açúcar do mundo, no porto de Santos na manhã desta sexta-feira foi contido, mas uma "operação rescaldo" de mais dois dias será mantida para evitar que o fogo reacenda, informou a autoridade portuária.

A empresa informou que já está avaliando medidas para a retomada das operações.

O terminal de exportação de açúcar da Copersucar no porto de Santos, com capacidade estática de 300 mil toneladas, está entre os maiores do mundo.

O Brasil é o maior produtor e exportador global de açúcar, e responde por quase metade do comércio internacional do produto.

O incêndio, que começou por volta das 6h, atingiu inicialmente três armazéns da Copersucar, mas a autoridade portuária afirmou que o fogo se alastrou por todos os seis armazéns da empresa.

"O fogo começou no cais, e aí foi conduzido pelas esteiras que comunicam um armazém ao outro, levando o açúcar, e foi pegando um a um consecutivamente", informou a assessoria da Codesp.

Segundo a Codesp, ainda não é possível dizer quais dentre as estruturas foram inviabilizadas, porque isso depende de uma avaliação mais detalhada. "Isso é uma coisa que a Copersucar terá de avaliar, e dentro de alguns dias."

Foram mobilizadas 25 viaturas para o local, com 60 homens operando para conter fogo, segundo informou a assessoria de imprensa dos bombeiros.   Continuação...

 
Bombeiros tentam apagar incêndio em armazén da Copersucar, maior comercializadora de açúcar do mundo, no porto de Santos. O incêndio que atingiu os armazéns da Copersucar na manhã desta sexta-feira foi contido, mas uma "operação rescaldo" de mais dois dias será mantida para evitar que o fogo reacenda, informou a autoridade portuária. 18/10/2013 REUTERS/Paulo Whitaker