Bolsa devolve alta e fecha estável, mas ganha 4,2% na semana

segunda-feira, 21 de outubro de 2013 07:02 BRST
 

Por Priscila Jordão

SÃO PAULO, 18 Out (Reuters) - O principal índice da Bovespa encerrou quase estável esta sexta-feira, após uma sessão de volatilidade, causada pela briga entre comprados e vendidos antes do vencimento de opções sobre ações na segunda-feira.

O Ibovespa teve variação positiva de 0,04 por cento, a 55.378 pontos, fechando a semana com ganho de 4,2 por cento. O giro financeiro do pregão foi de 6,98 bilhões de reais.

Depois de terem avançado mais cedo, contribuindo para que o Ibovespa subisse 1,25 por cento na máxima, as preferenciais das blue chips Vale e Petrobras fecharam no vermelho, ajudando a anular a influência positiva de OGX e papéis do setor financeiro.

"Segunda-feira temos o vencimento de opções sobre ações e hoje as posições estão sendo zeradas. Assim, está havendo uma briga de comprados e vendidos em Vale e Petrobras", afirmou o analista sênior do BB Investimentos Hamilton Alves.

O índice fechou estável a despeito do clima positivo que predominou pela manhã, motivado por dados robustos sobre o crescimento da China e pela alta das bolsas norte-americanas, em reação a fortes resultados corporativos como o do Google e do Morgan Stanley.

No front corporativo, a ação da Light teve a maior alta percentual do índice, depois de a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) confirmar o valor da base de remuneração a ser considerada na revisão tarifária em 6,7 bilhões de reais, em linha com a expectativa anunciada pela empresa em setembro.

Segundo uma analista do setor, apesar do número já ser esperado, a confirmação dá maior segurança a investidores quanto ao patamar atual do preço ação da companhia.

Já papéis de construtoras, como MRV Engenharia e PDG Realty, e de siderúrgicas, como Gerdau, puxaram o índice para baixo.   Continuação...