Incêndio em armazéns da Copersucar em Santos destrói 180 mil t de açúcar

segunda-feira, 21 de outubro de 2013 09:45 BRST
 

Por Fabíola Gomes

SÃO PAULO, 18 Out (Reuters) - O incêndio que atingiu os armazéns da Copersucar, maior comercializadora de açúcar do mundo, no porto de Santos na manhã desta sexta-feira, destruiu 180 mil toneladas de açúcar, informou a empresa.

O volume equivale a cerca de três navios carregados, ou quase 10 por cento das exportações mensais brasileiras de açúcar. Os preços do açúcar bruto em Nova York atingiram o maior nível em um ano logo após a divulgação da notícia sobre o incêndio.

O fogo começou no início da sexta-feira e foi contido perto do meio-dia. Uma "operação rescaldo" será mantida pelos próximos dois dias para evitar que o fogo reacenda, informou a autoridade portuária de Santos.

Quatro trabalhadores ficaram feridos. Três deles permanecem hospitalizados em observação e não correm risco de morte, informou a Copersucar.

"As causas do incidente ainda não são conhecidas e estão sendo investigadas", disse a empresa.

A companhia informou que está desenvolvendo um plano de contingência para suas operações.

O terminal de exportação de açúcar da Copersucar no porto de Santos, com capacidade estática de 300 mil toneladas, está entre os maiores do mundo.

O Brasil é o maior produtor e exportador global de açúcar, e responde por quase metade do comércio internacional do produto.   Continuação...

 
Bombeiros trabalham para apagar fogo nos armazéns da Copersucar, maior comercializadora de açúcar do mundo, no porto de Santos, nesta sexta-feira. REUTERS/Paulo Whitaker