Brasil representará 35% das vendas da Marfrig em 2013--executivo

segunda-feira, 21 de outubro de 2013 14:26 BRST
 

SÃO PAULO, 21 Out (Reuters) - O Brasil deverá representar 35 por cento das vendas da Marfrig Alimentos em 2013, mesmo após a venda da Seara Brasil, disse nesta segunda-feira o executivo Sérgio Rial, que deve assumir como presidente da empresa no início de 2014, durante um evento da companhia em São Paulo.

Em 2012, o Brasil representou 32 por cento das vendas da Marfrig.

Segundo Rial, os números projetados nesta segunda-feira consideram basicamente o crescimento orgânico da companhia, já incluindo a venda da Seara Brasil para a JBS.

"Independente do desinvestimento que foi feito, o Brasil ainda é muito forte, e que bom que está forte... Também vemos um crescimento na área internacional", disse Rial.

No mercado internacional, a empresa atua com a Moy Park, unidade na Irlanda do Norte, e a Keystone, nos Estados Unidos.

"A Marfrig vai acelerar o crescimento orgânico, em vez do ritmo de aquisições visto antes. Estes números apresentados são vistos pelo prisma do crescimento orgânico, não prevê aquisições. O negócio deve manter margem de um dígito, com geração de caixa consistente", afirmou Rial.

MOY PARK

A Moy Park, controlada da Marfrig na Irlanda do Norte, divisão da companhia que representa cerca de 25 por da receita da empresa, também deve ter aumento de faturamento e melhora em indicadores importantes, como Ebitda e margem Ebitda.

A receita deve subir cerca de 15 por cento, para 4,554 bilhões de reais em 2013, contra 3,970 bilhões de reais em 2012, segundo estimativa apresentada pelo presidente executivo da Moy Park, Nigel Dunlop.   Continuação...