Brasil insiste a sócios do Mercosul para que apresentem oferta à UE em dezembro

segunda-feira, 21 de outubro de 2013 22:15 BRST
 

MONTEVIDÉU, 21 Out (Reuters) - O Mercosul está comprometido a entregar em dezembro uma oferta conjunta à União Europeia (UE) para destravar as negociações para um pacto comercial entre os dois blocos, disse nesta segunda-feira em Montevidéu o chanceler brasileiro, Luiz Alberto Figueiredo.

Em visita oficial ao Uruguai, ele afirmou depois de uma reunião com o presidente uruguaio, José Mujica, que tanto o Brasil quanto o governo do Uruguai têm suas propostas prontas, enquanto que o Paraguai avança favoravelmente e a Argentina está preparando a sua.

"Estamos comprometidos a apresentar a oferta do bloco até o fim deste ano, como foi combinado ... vamos conversar (com os membros do Mercosul), vamos ver todas as possibilidades de compatibilização", disse Figueiredo em entrevista coletiva.

O chanceler afirmou que Brasil e Uruguai concordam com a importância de avançar neste tema.

A imprensa local tem afirmado nas últimas semanas que o governo argentino, que aplica limitações às importações para proteger seu superávit comercial, está atrasado na formulação da proposta.

Figueiredo, contudo, disse que há tempo para cumprir o prazo estipulado pelo Mercosul e a União Europeia.

O Mercosul é formado por Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai e Venezuela. Os venezuelanos, porém, não devem entregar a proposta neste ano.

Um acordo comercial entre Mercosul e UE, cujas negociações foram lançadas em 1995, uniria mercados com 750 milhões de pessoas e 130 bilhões de dólares anuais em intercâmbio de bens e serviços.

(Reportagem de Malena Castaldi)