Kimberly-Clark tem lucro maior apesar de vendas estáveis

terça-feira, 22 de outubro de 2013 12:35 BRST
 

22 Out (Reuters) - A Kimberly-Clark anunciou um aumento maior que o esperado no lucro trimestral nesta terça-feira conforme corta custos para mitigar o impacto de vendas estáveis.

A fabricante dos lenços de papel e fraldas também elevou o piso de sua projeção para lucro ajustado em 2013, em 0,05 dólar, e agora espera um lucro entre 5,65 e 5,75 dólares por ação neste ano.

A Kimberly-Clark teve lucro de 1,44 dólar por ação em base ajustada, que exclui custos de reestruturação, um crescimento ante o 1,34 dólar por ação no ano anterior e 0,04 dólar acima da previsão de analistas de 1,40 dólar, segundo ao Thomson Reuters I/B/E/S.

A Kimberly-Clark teve lucro de 546 milhões de dólares, ou 1,42 dólar por ação, no terceiro trimestre, ante 517 milhões, ou 1,30 dólar por papel, um ano antes.

Embora a empresa tenha cortado 70 milhões de dólares em custos, ela também teve que lidar com 55 milhões de dólares em custos adicionais por matérias-primas e transporte em comparação com o mesmo período do ano passado.

A vendas cresceram modestamente de 5,25 bilhões de dólares para 5,26 bilhões de dólares. As vendas orgânicas, que excluem o impacto de aquisições, desinvestimentos e flutuações cambiais, cresceram 5 por cento. O volume de produtos vendidos subiu 3 por cento, e os preços subiram 1 por cento.

As vendas e o lucro operacional caíram em cuidados pessoais, a maior divisão da empresa com produtos como fraldas Huggies e produtos para incontinência Depend e Poise. Muito da queda nas vendas nessa área é resultado da decisão da Kimberly-Clark de sair de muitos de seus negócios na Europa.

As vendas na divisão de cuidados pessoas na América do Norte permaneceram estáveis, conforme o volume de vendas aumentou mas os preços caíram 1 por cento, devido em grande parte a atividades promocionais na categoria de fraldas, na qual a Huggies compete contra a Pampers, da Procter & Gamble, e outras marcas.

As vendas e o lucro operacional cresceram nas outras unidades da Kimberly-Clark.

(Por Jessica Wohl em Chicago)