Preço do minério de ferro recua na China com baixa demanda de usinas

quarta-feira, 23 de outubro de 2013 11:57 BRST
 

XANGAI, 23 Out (Reuters) - Os futuros do minério de ferro caíram pela terceira sessão consecutiva na China nesta quarta-feira, pressionados pelo fraco movimento de recomposição de estoques por parte das siderúrgicas, em meio a uma demanda lenta pelo aço.

As usinas enfrentam uma queda nos pedidos de inverno devido ao consumo fraco nas regiões do norte do país, uma vez que o frio interrompe trabalhos de construção.

"Siderúrgicas estão tendo um mau momento e usando todos os meios para cortar custos ao manter os estoques de minério de ferro baixos e as compras da mão para a boca", disse um operador de minério em Pequim, acrescentando que os estoques relativamente baixos poderiam evitar uma queda mais acentuada nos preços.

O contrato maio, o mais ativo da bolsa de Dalian, atingiu a mínima de 936 iuanes (149 dólares) por tonelada na sessão, recuo de 2,1 por cento ante a terça-feira, o nível mais baixo desde que o contrato passou a ser negociado na sexta-feira.

O valor equivale a cerca de 127 dólares após o desconto do imposto sobre valor agregado e outros custos. O contrato fechou com queda de 1,8 por cento, a 939 iuanes.

O contrato é oferecido pela Dalian Commodity Exchange, em um lançamento que traduz tentativas chinesas de impulsionar o poder do país de precificar a segunda commodity mais negociada no mundo depois do petróleo, na medida em que o volátil mercado de minério de ferro expõe a legião de siderúrgicas chinesas a mais riscos. Trata-se do primeiro mercado futuro de minério de ferro denominado em iuan.

O preço de referência do minério de ferro no mercado à vista asiático caiu 0,07 por cento para 133,2 dólares por tonelada nesta quarta-feira, de acordo com dados compilados pelo Steel Index.

"Siderúrgicas estão enfrentando um fluxo de caixa baixo e nós estamos tendo grandes dificuldades em vender estoque e pode ser que tenhamos prejuízos", disse um operador de minério de ferro na província de chinesa de Shandong.

(Reportagem de Ruby Lian e Fayen Wong)