Augustin, do Tesouro: emissão tem "objetivo qualitativo"

quarta-feira, 23 de outubro de 2013 17:06 BRST
 

BRASÍLIA, 23 Out (Reuters) - O secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin, afirmou que a emissão externa de bônus do país anunciada nesta quarta-feira serve para mostrar os fundamentos brasileiros, acrescentando e que a abertura de um título novo, ao mesmo tempo em que haverá recompra de outros papeis, servirá para melhorar a curva dos bônus.

A emissão tem um "objetivo qualitativo", afirmou Arno, após participar de encontro com parlamentares na comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados.

Para o secretário, o mercado está menos volátil neste momento. Ele adiantou que o governo ainda não avaliou a possibilidade de novas emissões neste ano.

O Tesouro informou pela manhã que concedeu mandato para emissão e recompra de bônus soberanos do governo brasileiro. O papel a ser emitido tem vencimento em janeiro de 2025 e é denominado em dólares. Ao mesmo tempo, fará a recompra de até 12,591 bilhões de dólares em nove títulos com vencimento variando de 2017 a 2030.

"O objetivo do leilão não é recompra total de títulos", afirmou o secretário do Tesouro.

(Reportagem de Nestor Rabello)