Crescimento do setor privado na zona do euro desacelera em outubro--PMI

quinta-feira, 24 de outubro de 2013 08:29 BRST
 

LONDRES, 24 Out (Reuters) - O ritmo de crescimento dos negócios da zona do euro diminuiu inesperadamente em outubro à medida que a demanda aquecida por serviços vista em setembro desapareceu, mostraram pesquisas nesta quinta-feira.

O Índice Composto Preliminar de Gerentes de Compra (PMI, na sigla em inglês) do Markit caiu para 51,5 em outubro ante a leitura de 52,2 em setembro, abaixo de todas as previsões em uma pesquisa da Reuters que previa um ligeiro aumento para 52,5.

A pesquisa mostrou que embora a recuperação econômica da região esteja se solidificando --leituras acima de 50 indicam crescimento-- ele permanece frágil.

"Há sinais de que a recuperação é ampla. Está praticamente em linha com o que o Banco Central Europeu tem esperado para ver: uma recuperação lenta, desigual e frágil", disse o economista-chefe do Markit, Chris Williamson.

Segundo ele, o PMI --que examina milhares de empresas em toda a região e é visto como um bom guia para o crescimento econômico-- ainda aponta para uma expansão de 0,1 a 0,2 por cento neste trimestre, semelhante a uma pesquisa da Reuters realizada no início deste mês.

O ritmo de crescimento no setor de serviços da zona do euro diminuiu, com o PMI caindo para 50,9, ante 52,2. A expectativa era de uma leitura de 52,4 e ficou abaixo de todas as previsões em uma pesquisa da Reuters com 33 economistas.

O índice que mede novos negócios caiu para 50,2, ante 51,7 no mês anterior. Já o crescimento da atividade industrial acelerou ligeiramente este mês, embora não tão rápido quanto o esperado. O PMI industrial subiu para 51,3, ante 51,1, levemente inferior à expectativa de 51,4.

(Por Jonathan Cable)