Controladora da United Airlines não atinge projeção de lucro

quinta-feira, 24 de outubro de 2013 11:54 BRST
 

CHICAGO, 24 Out (Reuters) - A United Continental Holdings, controladora da United Airlines, não atingiu as estimativas de lucro trimestrais nesta quinta-feira, com a empresa ainda enfrentando dificuldades para se consolidar quase três anos depois de uma fusão que criou a maior companhia aérea do mundo.

A receita consolidada de passageiros por milha percorrida caiu 0,3 por cento, e a capacidade caiu 1,1 por cento. A receita de passageiros por assento-milha oferecido, um importante indicador da saúde de uma companhia aérea, subiu 2,7 por cento. A Delta disse na terça-feira que seu número equivalente crescera 4 por cento.

A United, formada pela fusão da UAL e da Continental em 2010, tem se esforçado para reconquistar consumidores que foram para a concorrência depois da empresa ter enfrentado sérios problemas operacionais e relacionados a serviço no ano passado.

A United foi multada em 350 mil dólares em agosto pelo Departamento de Transportes dos Estados Unidos por não fazer reembolsos rapidamente para os consumidores. O departamento também disse que a empresa reportou um número menor de relatos de extravio de bagagens do que ela recebeu de passageiros entre janeiro e outubro de 2011.

No terceiro trimestre, a companhia aérea lucrou 379 milhões de dólares, ou 0,98 dólar por ação, uma alta muito grande ante os 6 milhões de dólares, ou 0,02 dólar por papel, um ano antes.

No entanto, após excluir 211 milhões de dólares em encargos relacionados à fusão, a empresa lucrou 1,51 dólar por ação, não atingindo as estimativas de Wall Street por 0,03 dólar, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S.

A receita alcançou 10,23 bilhões de dólares. No mesmo período do ano passado, a receita foi de 9,91 bilhões de dólares.

(Por Nivedita Bhattacharjee)